APOIO:

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Kom igen Løverne! #4 Pré Champions, primeiros jogos e uniforme novo. (FM 2008)


A estreia oficial na temporada foi contra o Brøndby, pela Super Copa da Dinamarca. O jogo foi complicado. O time TITULAR definido por Larsen tinha algumas caras "novas". Sem Ääritalo e Angulo, dois dos principais na temporada passada, MARCUS BERG e ESPEN RUUD assumiram as posições. O time sentiu um pouco o ritmo de jogo, mas ainda assim, conseguiu sair na frente aos 13 minutos com uma das jóias da base, NIKOLAJ HANSEN. Aos 30, Ericsson empatou para o Brøndby. Ao fim do primeiro tempo, a equipe de Larsen cedeu alguns espaços não aproveitados pelo time adversário. Uma bronca e uma substituição no intervalo fizeram o time acordar. Aos 6 minutos, Marcus Berg ampliou. Aos 38, Anders Due pareceu sacramentar a vitória porém, um gol aos 45 de David Williams botou um ar de apreensão no final do jogo, mas não foi o suficiente p/ tirar o título dos Leões. Primeiro título da temporada!

Antes da estréia na Alka Super Liga, a Adidas apresentou os novos uniformes do clube. Inovadores e que traziam o nome do PROJETO DE LARSEN nas costas!


A estréia foi contra o Aalborg, pedra no sapato de Larsen, em casa. A equipe visitante saiu na frente com Karadas. O Copenhagen chegava, mas parava no goleiro adversário. Até que, aos 17 do segundo tempo, o zagueiro artilheiro Leon Andreasen fez o gol de empate e ascendeu os ânimos do time! Mas foi em vão. O goleiro do Aalborg fechou o gol e segurou o empate.

Após isso, saiu o sorteio das eliminatórias da Champions League. O Copenhagen enfrentaria o Cork City da Irlanda e o vencedor enfrentaria o CSKA (Sofia).
Antes do primeiro jogo contra o Cork City, duas vitórias pela Alka Super Liga: 3x1 contra o AC Horsens fora e 4x0 contra o AGF em casa.

O primeiro jogo contra o Cork City, em casa, foi bem fácil. O time dominou de ponta a ponta, fazendo 5x0 e, praticamente, decretando a classificação. No segundo, o time entrou tranquilo e com um futebol fluente, venceu por 3x1. Agora era contra o CSKA (Sofia).

O jogo de ida foi na Bulgária. Mais um jogo que o time jogou fácil e venceu bem: 3x1. Na volta, mesmo placar: 3x1. Agora é esperar o sorteio dos grupos.
Pelo Campeonato Dinamarquês, o time vem bem. Larsen mescla o time, usando alguns reservas e até jovens do TIME B. Durante os jogos, duas baixas graves: Nikolaj Hansen teve uma lesão muscular e ficará fora por 3 meses e Mikkel Tygesen quebrou o dedo do pé, ficando fora 1 mês.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Kom igen Løverne! #3 Novos projetos e novo elenco. (FM 2008)


Ao final da temporada 2008/2009, a diretoria correu para não perder Dennis Larsen já que o treinador atraía interesse de clubes das grandes ligas europeias. Para renovar, o treinador fez uma "exigência": que fosse feito um grande investimento na estrutura do clube. Larsen não queria apenas ganhar títulos com a equipe e sim desenvolver o clube, servindo de exemplo para outros. A diretoria analisou e aceitou a contra-proposta de Larsen, o tornando não só treinador, mas membro da equipe de desenvolvimento do clube, dando total acesso às finanças, projetos e outros assuntos além das 4 linhas. A diretoria do Copenhagen anunciou melhorias no CT dos profissionais e na estrutura p/ as categorias de base. Além disso, Larsen conseguiu a aprovação de dois projetos: Academy of Sport and Social Development Harald Ingemann Nielsen (Academia de Desenvolvimento Esportivo e Social Harald Ingemann Nielsen) - um complexo socioesportivo onde os jovens irão além de integrar a base do FC Copenhagen, ter todo suporte educacional necessário até sua formação. O complexo leva o nome do fundador do Clube, o ex-jogador Harold Nielsen, projeto esse que será estampado nos uniformes do clube. O segundo projeto é o ARAC - Advanced Research and Analysis Center (Centro Avançado de Pesquisa e Análise) - uma rede mundial de observação e análise de jovens jogadores. O objetivo é "recrutar" os mais talentosos jovens para se desenvolverem no Copenhagen.

Agora é hora de falar de futebol. Depois de uma temporada brilhante, a comissão técnica do Copenhagen se reuniu para discutir a temporada passada e planejar a próxima. Todos sabiam que os grandes nomes daquele elenco estavam atraindo interesse de times do grande cenário futebolístico e que poderia rolar um "desmanche". Dennis era muito transparente com os atletas e pedia pra que eles fossem também. Numa reunião com todos, Larsen comunicou que sua sala estaria disponível para quem quisesse conversar sobre transferências e que ele, junto com todos envolvidos, faria o melhor p/ todas as partes. Isso evitou possíveis tumultos criados pela mídia em torno de transferências.

O primeiro a ir conversar com Larsen foi Ääritalo. Manchester United e Copenhagen tinham um pré acordo pelo atleta e para concretizar, bastava um sim do jovem finlandês. Depois de muita conversa entre Larsen, Ääritalo, Copenhagen e United, foi selada a transferência: R$30M mais 50% do valor de uma futura venda iria para a equipe dinamarquesa. Era uma grande perda para os Leões, mas o dinheiro ajudaria no desenvolvimento dos projetos. Outros nomes importantes também saíram: Jesper Christiansen p/ o Steua Bucaresti (R$4M), Marvin Angulo p/ o Betis (R$10M), Simon Poulsen p/ o Fenerbahçe (R$10M), Oscar Wendt p/ o Sparta Praga (R$6,75M), Guerrón p/ Young Boys (R$1,5M) e Leon Andreasen p/ o Tottenham (R$32M) porém, depois de longas conversas, Andreasen aceitou ficar mais uma temporada na Dinamarca. Além deles, Celsinho e Eduardo saíram por empréstimo p/ Hertha e Botafogo, respectivamente.

Para repor as perdas, chegaram bons nomes como: Kevin Sthur Ellegard, Dante, Edward Ofere, Thibaut Giresse, o retorno do ídolo Niclas Jensen e a grande contratação da temporada, Nuri Sahin. Com a ajuda do ARAC, o clube ainda pode reforçar os plantéis mais jovens. Com o elenco formado, é hora de trabalhar forte para a temporada! 

Kom igen Løverne!

TRANSFERÊNCIAS:  CHEGADAS SAÍDAS ELENCO

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Kom igen Løverne! #2 Sonho da Champions e final de temporada. (FM 2008)


Depois da heroica e histórica classificação na fase de grupos da Champions, os comandados de Larsen esperavam o adversário das oitavas. Depois do sorteio, ficou decidido que o Copenhagen enfrentaria o VILLAREAL, mais um grande time no caminho dos Leões.

Ainda antes do final do ano (2008), Larsen teve uma baixa em seu elenco. O zagueiro nigeriano Isaac Okoronkwo pediu para rescindir seu contrato, com isso, o treinador teve que ir ao mercado em busca de um zagueiro. A opção que Larsen encontrou foi o finlandês VILI SAVOLAINEN do HJK Helsink, o zagueiro foi contratado por R$1,5 milhões.

Por conta do curto calendário Dinamarquês, após o jogo contra a Lazio, a equipe iria ficar um longo tempo sem jogos, por isso, dois amistosos aconteceram para que não perdessem o ritmo de jogo. Vitórias fáceis contra FC Fredericia (5x0) e Slagelse (2x0). Agora era concentrar e se preparar para as batalhas das oitavas.

No primeiro jogo, na Espanha, os Leões não começaram bem. O Villareal foi pra cima e abriu 2x0 com 15 minutos, o que deixou a equipe de Larsen meio perdida. Ao fim do primeiro tempo, uma conversa e mudanças fez o time voltar mais ligado e organizado e aos 15 minutos, o artilheiro Ääritalo diminuiu o placar, dando uma grande esperança aos dinamarqueses. No segundo jogo, o Estádio Parken estava lotado, uma grande festa e entusiasmo dos torcedores. Mas a empolgação virou apreensão quando aos 38 minutos, Nihat aproveitou a sobra e fez 1x0 Villareal. Com isso, o Copenhagen precisava de 3 gols para classificar mas, mesmo com muita pressão, bola na trave, o clube fez apenas um gol com Mikkel Thygesen, aos 11 do segundo tempo e foi isso, acabava ali o sonho do Copenhagen. Larsen e seus comandados fizeram,história e a torcida reconheceu aplaudindo à todos no final da partida. O foco agora era a DBU Pokalen e a Alka Super Liga.

Depois da eliminação na Champions o jogo era pelas quartas de finais da DBU Pokalen, vitória fácil contra o Nordsjœlland por 3x0.

Os três próximos jogos foram pela Alka. Vitória em casa contra o Viborg, empate fora contra o AGF e outra vitória no Parken contra o Randers. Na semi final da DBU Pokalen, a disputa era contra o Viborg. Dois jogos, o primeiro no Estádio Viborg. Jogo difícil, vitória apertada por 3x2 do Copenhagen. Antes do segundo jogo, algo que poderia abalar o time: derrota p/ o Silkeborg por 2x1 fora de casa pela Alka Super Liga. A preparação para a volta da semi foi forte, Larsen estava focado em ganhar tudo! O jogo foi bastante difícil, o Viborg teve oportunidades de fazer gols mas esbarravam no goleiro Christiansen. Aos 45 do segundo tempo, o balde de água fria no Viborg. Ääritalo marcou e selou a classificação do Copenhagen para a Final da DBU Pokalen! Antes da final, 3 jogos difíceis contra Midtjylland (V 3x0), Aalborg (E 3x3) e Odense (E 1x1).

A final era contra o rival Brøndby que não vinha bem na Alka, por conta disso queriam muito o título da DBU. O Copenhagen dominou o jogo por completo, não dando chances pro adversário porém, a vitória foi magra, 1x0 gol de pênalti de Leon Andreasen. Foram dois pênaltis seguidos e um perdido. Coisa de louco! Larsen ganhava seu primeiro título como treinador!

Na Alka Super Liga foi só administrar, com sequências de vitórias e tropeços do Aalborg, o time se sagrou campeão com 2 rodadas de antecedência. Era a dobradinha de Larsen e seus comandados!

Os destaques da temporada foram: Ääritalo, artilheiro do time com 26 gols; César Santin, líder em assistências com 20; e com a melhor média, Leon Andreasen com 7.39.

FC Copenhagen: CALENDÁRIO|DADOS DO TIME

sábado, 21 de abril de 2018

Kom igen Løverne! | #1 De Auxiliar para Efetivo. (FM 2008)


Era véspera de Natal em 2007 quando o antigo jogador dinamarquês Dennis Larsen recebeu um telefonema de nada mais, nada menos que Michael Laudrup. Os dois eram amigos dos gramados, tinham bastante afinidade. Laudrup ofereceu um cargo de Auxiliar Técnico para Larsen, que havia acabado de se aposentar do futebol. Larsen pediu um tempo para pensar, pois isso traria uma grande mudança para seus planos de vida. Após alguns dias, ele resolveu aceitar o desafio! Juntava-se a comissão técnica do FC Copenhagen, o ídolo do clube Dennis Larsen.

Depois de AJUSTAR o elenco a primeira temporada foi ótima: Com o título da Alka Super Liga (Campeonato Dinamarquês)  e da DBU Pokalen (Copa da Dinamarca), o clube conseguiu a classificação para as Eliminatórias da Champions. Laudrup e Larsen vinham bem, planejando a temporada 2008/2009 quando, Laudrup disse que tinha uma proposta muito boa do futebol espanhol, mais precisamente do Getafe.
Com a saída de Laudrup, o ex técnico indicou Larsen para seu lugar, tendo que o Auxiliar já conhecia o elenco e participou da pré-temporada. A diretoria concordou e ofereceu um contrato a Larsen, que aceitou e, dali em diante, começava sua história como treinador.

A segunda temporada começou e com ela as NEGOCIAÇÕES. Chegadas e saídas e o ELENCO se formou. O primeiro jogo da temporada foi um amistoso, que serviu para Larsen definir os TITULARES E A FORMAÇÃO que seria a ideal. Resultado, 4x1 em cima do Club Brugge. Em seguida, o primeiro jogo oficial e já uma disputa de título, final da Supertaça Dinamarquesa contra o Odense BK, jogo fácil e um 5x2 tranquilo.
O campeonato Dinamarquês parecia fácil, mesmo com a derrota na segunda rodada para o Aalborg em casa. Na estreia os Leões venceram fora e na terceira rodada outra vitória como visitante. Estreia na Pré Champions. Se o Copenhagen quisesse jogar a fase de grupo da Champions, seria necessário passar por duas eliminatórias antes. A primeira contra o fraco FK Ventspils, da Letônia. Duas vitórias fáceis por 3x0, com shows de Ääritalo e Andreasen, cada um fazendo 3 gols. Entre um jogo e outro contra o Ventspils, uma vitória fácil contra o Midtjylland por 3x0. A segunda eliminatória era contra o SHAKHTAR, um time bem mais difícil. Antes do primeiro confronto, uma vitória contra o Esbjerg pelo Dinamarquês por 2x1. Os dois jogos contra o Shakhtar foram difíceis. Um 0x0 fora deu a possibilidade do Copenhagen chegar bem pro jogo em casa. Em casa, permaneceu o 0x0, mesmo com um domínio da equipe anfitriã. Porém, na prorrogação, Rajtoral deu a classificação para os Leões. O FC Copenhagen voltava para a fase de grupos da Champions!

Chegamos ao meio da temporada com a fase de grupos da Champions encerrada e muita surpresa para os torcedores do Copenhagen. Depois de um sorteio onde deixou a equipe de Larsen num grupo muito difícil com MANCHESTER UNITED, LAZIO E CSKA, a equipe surpreendeu a todos, VENCENDO MANCHESTER UNITED EM CASA NA ESTREIA 3x1. Isso mostrava o quão bem preparada estava a equipe de Dennis. Em seguida, mais uma vitória dessa vez CONTRA A LAZIO, em pleno Olímpico de Roma. CONTRA O CSKA fora, a primeira derrota, 2x1 para os Russos. No returno, mais resultados surpreendentes: EMPATE NA INGLATERRA, EMPATE CONTRA A LAZIO e VITÓRIA CONTRA O CSKA. Com isso e agregado aos resultados dos adversários, o Copenhagen surpreendia todos e se classificava em primeiro do grupo!

No Dinamarquês, pouca dificuldade. O time já vai se mostrando a frente dos adversários.

Pela Copa, apenas dois jogos bem fáceis. Um 5x0 em cima do Lundtofte e um 4x0 sobre o Køge.

FC Copenhagen: CALENDÁRIO|DADOS DO TIME
UEFA Champions League: GRUPO|ESTATÍSTICAS DOS JOGADORES
 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.©| BEIRA DE CAMPO. Editado por: Pedro Silva